Proveniência e conteúdo

Apesar das várias proveniências da documentação, identificam-se os Conventos e Mosteiros de Nossa Senhora da Graça de Lisboa, de São Francisco de Xabregas, de São Bento de Xabregas, de São José de Ribamar, do Espírito Santo de Lisboa, da Congregação do Oratório e do Colégio de Campolide, de São Paulo de Lisboa, de São João da Cruz de Carnide, de Corpus Christi, de Nossa Senhora do Carmo de Setúbal, de Nossa Senhora da Conceição do Monte Olivete (Lisboa). Reconhece-se também documentação proveniente de António Pereira de Almeida Silva e Sequeira (desembargador da Relação do Porto); José Reinaldo Rangel de Quadros Oudinot (Aveiro, 1842-1918 – homem culto de carácter nobre e fortes convicções religiosas, professor, historiógrafo, dramaturgo, poeta e jornalista, distinguiu-se pelo seu amor a Aveiro), Padre Manuel Ruela Pombo (Bunheiro-Aveiro, 1888-1960), entre outros.

Ao nível dos conteúdos, encontram-se neste fundo variadíssimos assuntos, destacando-se o direito civil e canónico, teologia e filosofia. As obras estão escritas sobretudo em latim, castelhano e português.