Encontro Anual da ADASA

feature-com-margem-txt

A ADASA, em colaboração com o Seminário de Santa Joana Princesa, promove, no dia 18 de maio de 2013, o seu Encontro Anual. Será um dia especial de convívio e de reencontro entre colegas e famílias, bispos, sacerdotes, seminaristas, irmãs, antigos professores e funcionários.

 

PROGRAMA:

 

09:30h – Acolhimento.

10:00h – Eucaristia presidida por D. António Francisco e concelebrada por sacerdotes presentes (Celebração de Acção de Graças por vivos e falecidos).

11:00h – Intervalo.

11:30h – Assembleia-Geral da ADASA.

13:00h – Almoço-convívio.

15:00h – Tarde cultural.

17:00h – Lanche e convívio.

Mensagem à Diocese

Deus peregrina connosco

Na primeira Eucaristia que celebrou como Bispo de Roma e Sucessor de Pedro, o Papa Francisco convidou a Igreja a caminhar, a edificar e a confessar a fé, partindo dos textos bíblicos que falavam de Abraão, disponível para abraçar o projecto de Deus e caminhar, de Paulo, determinado a mudar de vida e a ser apóstolo e de Pedro, decidido a seguir Jesus e a testemunhar a verdade da fé.

São suas estas palavras: “Eu queria que todos nós tivéssemos a coragem, sim a coragem, de caminhar na presença do Senhor, de edificar a Igreja e de confessar como única glória Cristo Crucificado. E assim a Igreja vai para diante”.

Nos dias 11 e 12 de Maio, somos convidados, todos nós, individualmente ou em grupo, a participar neste grande Dia da Peregrinação Diocesana, que começa no sábado e culmina na celebração da Eucaristia na tarde de domingo.

Convido todas as paróquias a peregrinar ao túmulo de Santa Joana Princesa, em Aveiro. Convoco a Diocese para esta grande Celebração a viver na unidade da fé e no dinamismo da missão.

O mundo, em que vivemos, precisa de modelos para ser feliz. A Igreja, que somos, necessita de exemplos para nos tornarmos rosto de Cristo. Queremos, em espírito de Missão Jubilar, percorrer caminhos de peregrinação que congreguem as cento e uma paróquias da nossa Diocese, em Aveiro. A Peregrinação Diocesana é celebração festiva e anúncio feliz da fé que professamos, para que o mundo acredite e seja salvo.

Com alegria vamos peregrinar, celebrar e testemunhar o nosso ser cristão em construção, assumindo Santa Joana, nossa Padroeira, como modelo do discipulado de Jesus Cristo.

Santa Joana deixou Lisboa e caminhou até Aveiro, a sua pequenina Lisboa, para viver no Convento de Jesus!

De olhos postos no Crucificado e de coração aberto às gentes de Aveiro, aqui viveu, rezou e trabalhou. Daqui partiu ao encontro de Deus para, de junto de Deus, onde se encontra, continuar a ver, a amar e a abençoar Aveiro.

Santa Joana é exemplo de amor a Aveiro e modelo de santidade para nós. Ela é Padroeira da nossa Diocese.

São muitas as pessoas que nunca visitaram o Convento de Jesus, ainda não rezaram junto do seu túmulo nem experimentaram esta doce bênção de um conhecimento maior da sua vida e de um encontro mais próximo com o seu testemunho de santidade.

“Vive esta hora, Igreja de Aveiro!”, Povo de Deus em festa e Igreja peregrina em missão!

Atribuição da Medalha de Ouro de Aveiro

Aveiro teve sempre muito carinho, respeito e devoção pela vida, presença e acção de Santa Joana. São múltiplos os sinais que o exprimem e diversas as afirmações públicas que o revelam.

Realço o nome dado a uma das freguesias do Concelho, a bela estátua erguida pela Cidade frente à Sé e ao Convento de Jesus e a decisão de repor o feriado municipal no dia litúrgico de Santa Joana. Conhecemos todos muitos outros gestos de devoção a Santa Joana , guardados no mais íntimo do coração das gentes de Aveiro!

Decidiu a Câmara Municipal distinguir a Diocese de Aveiro, a viver em Missão Jubilar e a celebrar setenta e cinco anos da sua restauração, com a Medalha de Ouro do Município.

A história de Aveiro guardará para sempre a nobreza desta decisão, que agradeço em nome da Diocese. Não esqueço a delicadeza do acolhimento que a Câmara Municipal me prestou, a quando do início do meu ministério episcopal, há sete anos. Sempre encontrei, em todos quantos foram chamados e eleitos para servir Aveiro, colaboração aberta e leal para construir o bem comum, desenvolver a justiça social e promover o progresso humano.

Alegra-me que a bela experiência da Missão Jubilar, que estamos a viver, leve o testemunho feliz da Igreja a novos espaços de diálogo com o mundo e abra portas mais amplas de comunicação e de comunhão com a sociedade. Este reconhecimento público do valor das causas que nos movem e da forma fraterna e próxima do nosso viver e agir cristãos, decididos que estamos a dar resposta aos novos desafios e problemas das pessoas, são um estímulo para a Igreja sair de portas e ir ao encontro das pessoas.

Congratulo-me, igualmente, com todas as pessoas e instituições, de reconhecido valor e destacado prestígio da nossa Cidade, agraciadas com Distinções honoríficas e com gestos de louvor pelo bem que realizam e pelo testemunho de vida e de valor que nos honram e engrandecem.

O Papa Francisco e Fátima

O senhor Cardeal Patriarca de Lisboa, D. José Policarpo, comunicou aos bispos portugueses que o Papa Francisco lhe pediu para consagrar o seu ministério de Bispo de Roma e Sucessor de Pedro à protecção de Nossa Senhora de Fátima.

Ao conhecermos este desejo do Santo Padre, decidimos, em Assembleia Plenária, cumprir este pedido do Papa Francisco na peregrinação ao Santuário de Fátima, no próximo dia 13 de Maio.

Convido todas as comunidades paroquiais e todos os cristãos a associarem-se, pela oração, a este gesto de consagração do ministério do Papa Francisco a Nossa Senhora de Fátima. Todos guardamos na memória do olhar e na gratidão do coração o gesto filial do Papa ao ir, no dia a seguir à sua eleição, colocar um ramo de flores no altar de Nossa Senhora, na Basílica de Santa Maria Maior, em Roma.

Dá mais vida à tua vida

Sob este lema e integrando o Dia Internacional da Família, a Comissão Episcopal do Laicado e Família promove, de 12 a 19 de Maio, a Semana da Vida.

É uma iniciativa que nasceu da vontade do Papa João Paulo II para valorizar a vida e instaurar na sociedade contemporânea uma verdadeira cultura da vida. Urge educar para a sabedoria da vida perante tantos ultrajes feitos ao direito de nascer, de viver com liberdade e de morrer com dignidade.

A vida é o maior e mais precioso dos dons de Deus. A vida é um direito e uma responsabilidade de todos e de cada um.

A sociedade deve fundar as suas leis no respeito sagrado e inviolável da vida. Celebremos o dom da vida, sem nunca esquecermos aqueles para quem o direito à vida é colocado em causa e aqueles para quem as provações, as dificuldades, a idade ou a doença tornam a vida mais frágil.

Nesse sentido vamos promover um Ciclo de cinema sobre este tema e realizar o Concerto da Vida, no Centro das Artes de Sever do Vouga, no dia 18 de Maio. O convite é dirigido a todos e a entrada é gratuita para todos.

Jubileu do Diaconado Permanente

Tem acrescido significado celebrar em plena Missão Jubilar o jubileu da ordenação do primeiro grupo de Diáconos Permanentes na nossa Diocese. No dia 22 de Maio de 1988, foram ordenados, na Sé de Aveiro, oito Diáconos Permanentes.

Coube-lhes a eles, às suas famílias, às comunidades que servem e aos párocos com quem trabalham desenhar, pouco a pouco, formas de missão e de exercício do ministério diaconal na nossa Diocese.

Outros vieram ao longo destes vinte e cinco anos juntar-se a este grupo. Temos na Diocese trinta e quatro Diáconos a exercer o ministério para que foram ordenados. Um novo grupo de candidatos prepara-se agora para a ordenação.

Vamos, no domingo, dia 19 de Maio, na Eucaristia das 19 horas, na Sé, agradecer a Deus o dom deste ministério ordenado, instituir no ministério de Acólito aqueles que hoje se preparam para a ordenação e recordar os Diáconos que já partiram ao encontro de Deus.

Luigi Novarese e os Doentes

No dia 11 de Maio vai ser beatificado, na Basílica de S. Paulo, em Roma, o Padre Luigi Novarese.

Luigi Novarese nasceu em Itália. Dos nove aos dezassete anos teve uma tuberculose óssea. Quando se soube curado pensou ser médico para se dedicar aos doentes. Sentiu-se, porém, chamado a ser sacerdote mas não esqueceu, desde o dia da sua ordenação presbiteral, o seu compromisso de se dedicar aos doentes.

Assim, fundou os Silenciosos Operários da Cruz e o Centro dos Voluntários do Sofrimento que agregam sacerdotes, religiosos e leigos, que se dedicam a cuidar dos doentes.

O primeiro sacerdote português, membro dos Silenciosos Operários da Cruz, é o Padre Johnny Freire, natural da nossa Diocese. Os seus pais vivem na Palhaça. Estudou no Colégio de Bustos e no nosso Seminário. Foi ordenado presbítero em Agosto de 2008, na Sé de Aveiro.

Estamos unidos a ele, à sua Congregação e a toda a Igreja, neste momento de alegria que a beatificação de Luigi Novarese nos traz

Saúdo, com particular afecto e renovado carinho, todos os doentes da nossa Diocese e as suas famílias e comunidades.

É, também, vossa e para vós, amados doentes, a Missão Jubilar! Sempre vos sentimos presentes neste grande momento de graça e de bênção, que é a nossa Missão Jubilar! Sempre quisemos estar convosco, também!

Senti-vos, queridos doentes, peregrinos connosco! Convoco-vos para participardes, pela oração e pela comunhão, nesta grande Peregrinação diocesana. “Um dia vou peregrinar…hoje é o dia!”

Aveiro, 3 de Maio de 2013

António Francisco dos Santos, bispo de Aveiro

Instituições

903257_610589258968910_838357538_o

 

D. António Francisco dos Santos, bispo de Aveiro, instituirá no ministério de leitor o seminarista Gustavo Fernandes (Paróquia de Recardães) e no ministério de acólito o seminarista Pedro Barros (Paróquia de Santa Joana).

A instituição acontecerá durante a Celebração Eucarística do IV Domingo da Páscoa, no dia 21 de Abril de 2013, às 19h00, na Sé Catedral de Aveiro [50º Dia Mundial de Oração pelas Vocações]

Confiados à oração de todos, rezemos por estes seminaristas, para que o leitor ame com vivo afecto a Sagrada Escritura e anuncie fielmente a Palavra de Deus e o acólito ajude os presbíteros e diáconos no desempenho das suas funções na liturgia, no serviço ao altar.

«Assim como a chuva e a neve descem do céu, e não voltam mais para lá, senão depois de empapar a terra, de a fecundar e fazer germinar, para que dê semente ao semeador e pão para comer, o mesmo sucede à palavra que sai da minha boca: não voltará para mim vazia, sem ter realizado a minha vontade e sem cumprir a sua missão.» Is 55,10-11

«Pois também o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por todos.» (Mc 10, 45 )

Uma Santa Páscoa!

Ordenações

CruzA Diocese de Aveiro alegra-se com a Ordenação Diaconal de três Seminaristas:

Hélder Ruivo, da Paróquia de Oliveira do Bairro;

Leonel Abrantes, da Paróquia de Aguada de Cima;

Victor Cardoso, da Paróquia da Gafanha do Carmo.

A Celebração será às 16 horas de Domingo, dia 7 de Abril na Sé de Aveiro.